Pium, sábado 19 de outubro de 2019

Educação

Em assembleia, trabalhadores em educação decidem manter greve; expectativa é que cerca de 196 escolas continuem paralisadas

06/08/2015 08h03

Sintet Diretoria do Sindicato dos Professores

Da Redação

Os trabalhadores em educação do Tocantins deliberaram na assembleia geral na tarde desta quarta-feira, 5, a continuidade do movimento grevista, deflagrado há 60 dias. Com a decisão, a previsão é que 196 unidades de ensino do Tocantins continuem sem aulas neste segundo semestre, conforme levantamento do próprio governo do Tocantins.

O sindicato da categoria (Sintet) cobra o pagamento das progressões de 2013, 2014 e a implantação das solicitadas em 2015; equiparação salarial do professor normalista (Prono) com o de educação básica (Proeb); reajuste de 13, 01% com base no valor do aluno por ano, eleição de diretores de escola de forma direta; enquadramento do administrativo no Plano de Cargos e Carreiras e Remunerações (PCCR); além da regularização da carga horária de pedagogos, comprometida com a municipalização das séries iniciais.

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.
Jornal Ecos do Tocantins    |    Contato: trajanocoelho@gmail.com    |    (63) 98444-2993