Pium, domingo 23 de setembro de 2018

Política

Medeiros pretende levar Favreto ao CNJ e deputados à Justiça

09/07/2018 10h42

Senado Federal Senador José Medeiros classificou a "manobra sorrateira" de Favreto com petistas de "chincana".

Redação

O senador José Medeiros (PPS-MT) anunciou neste domingo que já nas primeiras horas desta segunda-feira (9) seus advogados vão ingressar com representação no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que tentou soltar o ex-presidente Lula, cumprindo pena por corrupção e lavagem de dinheiro, contrariando decisões do próprio tribunal e de cortes superiores como Supremo Tribunal Federal (STF) e Superior Tribunal de Justiça (STJ). “O que esse desembargador tentou fazer hoje foi um descalabro para a imagem do nosso País e o CNJ precisa intervir”, disse o senador, que classificou a tentativa de “chicana, manobra sorrateira”.

Ele também promete levar à Justiça os três deputados federais do PT que participaram da armação para soltar Lula. Paulo Pimenta (RS), Paulo Teixeira (SP) e Wadih Damous (RJ), todos do PT, aguardaram o início do plantão de Favreto para ingressar com pedido de habeas corpus. “Os três deputados também precisam prestar esclarecimento, não admitiremos tramoias jurídicas.”, afirmou o senador nas redes sociais.

Parecia tudo combinado: o instrumento foi protocolado apenas 30 minutos depois de iniciar oplantão do desembargador que foi filiado ao PT por vinte anos, período em que foi três vezes secretário de governos do PT, assessorou o ex-ministro da Justiça do governo Lula Tarso Genro e ainda trabalhou na subsecretaria de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, sob a chefa do ex-ministro José Dirceu, no primeiro governo Lula.

   

Comentários (0)

  • Nenhum comentário publicado. Clique aqui para comentar.
Jornal Ecos do Tocantins    |    Contato: trajanocoelho@gmail.com    |    (63) 98444-2993